capa-blog-digtrix.jpg

BLOG DIGITRIX

Insights para ajudar você a fazer uma verdadeira Transformação Digital na sua empresa e obter sucesso!

Saiba a importância do licenciamento de softwares para uma empresa


Infelizmente, adquirir e baixar software sem a devida licença ainda são práticas comuns para algumas empresas. Contar com uma ferramenta de grande utilidade para o seu negócio, sem custo algum, parece ser uma solução simples para empresas que necessitam automatizar seus processos, porém não conta com recursos para isso.


O uso dos chamados softwares piratas, no entanto, costuma ser uma daquelas situações onde o barato acaba saindo bem caro, já que esses tipos de softwares apresentam uma série de riscos para a empresa e seus sistemas.


Para entender mais porque você deveria investir em softwares licenciados para o seu negócio, não deixe de conferir!


O que é o licenciamento de software e como ele funciona?

O licenciamento de um software nada mais é do que uma autorização para a sua utilização. As leis brasileiras, assim como diversas leis internacionais, protegem a propriedade intelectual, possibilitando que o uso comercial desses produtos ocorra através do licenciamento.


No caso dos softwares existem diferentes tipos de licenças que podem ser determinadas de acordo com o número de máquinas ou com o número de usuários. Em geral, os softwares utilizados por empresas limitam seu uso à quantidade de usuários. Porém, existem diferentes softwares com diferentes finalidades que podem ter sistemas de licenciamento diferenciados.


Riscos e vulnerabilidades

Independentemente dos diferentes tipos de licenciamento, os softwares piratas apresentam uma série de riscos aos usuários, sejam eles pessoas físicas ou empresas. Como esses produtos não contam com as últimas atualizações ou suporte, eles acabam tornando as máquinas e sistemas extremamente vulneráveis aos ataques de vírus, malwares e até hackers.


Agora imagine o prejuízo que um ataque pode causar para a sua empresa caso esteja desprotegida? Mesmo que você opte por investir em ferramentas de segurança da informação como um antivírus, por exemplo, esses softwares ainda assim não garantem a blindagem do sistema em razão das falhas decorrentes da falta de utilização.


Além da vulnerabilidade constante, os softwares piratas podem acarretar em pesadas sanções à empresa devido às fiscalizações dos órgãos competentes. O uso de um programa sem a devida licença pode acarretar a penalização do usuário em até 3 mil vezes o custo do software original. Isso sem mencionar que essa prática é considerada um crime pela própria legislação.


Assim, investir em softwares piratas pode causar prejuízos astronômicos ao empreendedor e seu negócio, além de colocar dados e informações relevantes à sua empresa em risco.


Escolhendo o software ideal

Antes de adquirir um software o primeiro passo é verificar se a licença atende às suas necessidades enquanto empresa. Verifique, por exemplo, se o software possibilita o uso simultâneo de usuários e qual o critério de utilização.


Avalie também os recursos que o software possui enquanto ferramenta. Um dos softwares mais completos e necessários para as empresas é o Office da Microsoft. Em sua nova versão, o Office 365, além de mais barato, possibilita o uso simultâneo de usuários, tornando-se uma excelente solução, especialmente para empresas de micro e pequeno porte.


Um sistema de conectividade, permite que haja a transferência de dados para programas de compartilhamento na nuvem, evitando o uso e a ocupação de memória no disco rígido.

O novo Office pode ser utilizado diretamente no navegador e utilizado de forma colaborativa, facilitando o dia a dia da empresa e a integração dos usuários.


Trata-se de uma solução bastante inteligente e acessível, que cabe no orçamento de diferentes empresas. Para quem baixa o Windows 10, é possível experimentar uma versão gratuita para posterior compra.


Antes de baixar um software pirata que representa diversos riscos, vale a pena provar o novo Office e testar!